Como fazer um bom e-mail marketing e aumentar sua conversão?

Quem procura como melhorar seus emails marketing tem que pensar em como melhorar a conversão, isto é: como levar a pessoa que recebeu o email a fazer uma compra, assistir um vídeo, baixar um aplicativo ou outra ação semelhante a estas, dependendo do objetivo da ação.

Para isso, é preciso primeiro entender o conceito de funil de conversão. Vamos lá?

Entenda o funil de conversão e saiba como fazer um bom e-mail marketing

Existe um longo caminho a percorrer do momento em que você dispara os e-mails para sua base de leads até que alguns deles convertam no site. Este processo vai e afunilando ao longo do tempo e pode ser dividido em 4 etapas:

  1. Taxa de entrega: quantos e-mails realmente chegam na caixa de entrada dos leads.
  2. Taxa de abertura: quantos dos seus leads que receberam o e-mail o abriram.
  3. Taxa de clique: dos que abriram o e-mail, quantos clicaram no link para serem direcionados a landing page.
  4. Taxa de conversão: quantos desses visitantes que entraram no site realmente converteram a ação (compra, download, etc).

Vamos detalhar cada uma dessas etapas e dar dicas de como fazer um bom e-mail marketing para evitar perdas de leads em cada uma delas.

Taxa de entrega

Nem todos os e-mails que você manda chegam ao seu destino. E isso se deve a vários fatores:

  1. De sua base inicial, alguns e-mails se descadastraram ou colocaram o remetente (você) na lista negra.
  2. Em seguida, alguns e-mails que não existem mais, outros que estão com a caixa lotada e ainda alguns que tem problemas de conectividade. Você perdeu mais alguns leads…
  3. A mais drástica barreira: seu histórico de notas como spam. Se for muito alto, os algoritmos decidem que você extrapolou e os provedores simplesmente filtram suas mensagens de forma que elas sequer apareçam na caixa de spam.
  4. Por fim, seu e-mail vai receber uma avaliação dos provedores de e-mail para descobrir se é spam. Nessa peneira, mais algumas mensagens eletrônicas vão parar no limbo da caixa de spam.

Ao longo destas etapas, uma base inicial de 100.000 pode se reduzir, por exemplo, para 98.000 devido ao fator 1, depois para 96 pelo segundo motivo, em seguida para 92.000 devido a classificação de spam e, no final, a perda total pode chegar a 20%, como resultado do filtro dos algoritmos. Ficamos com apenas 80.000 emails…

Uma maneira de como melhorar seus e-mails marketing é sempre limpar a base em busca desses e-mails inexistentes ou que te bloquearam e evitar termos no assunto que o classificam como spam, tipo o abuso de palavras como “grátis”, “promoção” ou similares e pontos de exclamação. Existem outras dezenas de fatores considerados pelos provedores.

Taxa de abertura

Podemos classificar a performance de taxa de abertura assim:

  • Mais que 20%: muito bom
  • Entre 10% e 20%: bom
  • 6% a 10%: normal
  • Menos que 6%: fraco
  • Menos que 3%: muito ruim

Se você quer saber como fazer um bom e-mail marketing para aumentar a taxa de abertura, concentre-se no assunto.

Afinal, as pessoas só vão abrir o e-mail se o assunto for interessante. Confira algumas dicas:

  • Crie assuntos entre 50 e 60 caracteres para serem lidos corretamente nos principais provedores de e-mail.
  • Mostre os benefícios e para quem se dirige a mensagem com clareza.
  • Dê um sentimento de urgência.
  • Gere identificação com seu público.
  • Use a palavra “como”. Exemplo: Como achar seu apartamento rapidamente.
  • Deixe as pessoas curiosas.
  • Crie listas: 10 dicas para achar seu apartamento.

Para arredondar nossa conta inicial, vamos dizer que conseguimos 8% de abertura neste disparo, chegando a 6.400 emails abertos.

Taxa de clique

Isso vai depender de um design atraente e de textos bem escritos, veja:

  • O que foi prometido no assunto tem que corresponder ao contúdo do texto.
  • Faça o destinatário entender do que se trata a oferta em 8 segundos!
  • Divida o texto em níveis de leitura: Titulo principal, subtítulos, textos de apoio e Call to Action.
  • Além de um primeiro Call to Action (CTA) bem objetivo, é possível espalhar outros ao longo do texto.
  • Normalmente o CTA tem cores chamativas. Varie essas cores e a temática dos CTAs ao longo do email.

Além disso, existem fatores técnicos a serem levados em consideração:

O e-mail tem que ser responsivo

Isto é: seu layout deve se adaptar aos diferentes formatos de tela de smartphones e tablets, caso contrário, a taxa de cliques diminui muito. Hoje em dia, a taxa de abertura em dispositivos móveis pode atingir 50% ou até mais!

O e-mail tem que carregar rapidamente

O ideal é usar código HTML, evitando arquivos que na verdade são imagens enormes e difíceis de carregar.

Veja a classificação de performance:

  • Mais de 20%: muito bom
  • De 10 a 20%: bom
  • Menos de 10%: não muito bom

Com 10% de taxa de clique, temos 640 cliques, ou seja, 640 visitas ao site.

Taxa de conversão

Agora tudo está na mão do site!

Ele deve carregar rapidamente e o ideal é evitar muitos cliques e etapas até chegar na página de conversão, este caminho tem que ser curto!

Além disso, a landing page tem que estar em perfeita adequação com o e-mail: tem que lembrar alguns de seus elementos, cores e imagens e dar uma continuidade natural para convencer o visitante a navegar pelo site e realizar a ação, que deve ser fácil de executar.

Veja só: se a taxa de conversão do site for de 1% (dos que entraram no site), vamos ter entre 6 e 7 conversões, de uma base inicial de 100.000!

Veja alguns parâmetros da taxa de conversão:

  • Mais que 3%: boa
  • Inferior a 1%: ruim

É preciso levam em consideração que dependendo do produto vendido, se ele tiver um valor alto, digamos R$ 10.000,00, uma taxa de conversão de total de 0,1% pode ser aceitável.

Em resumo, para melhorar a taxa de conversão é preciso trabalhar em cada etapa, levantando os números para enxergar os principais gargalos. Não basta apenas saber como melhorar seus e-mails marketing, é preciso ir testando, analisando números e ir buscando soluções para cada problema ao longo do tempo.

Fonte: Pedro Ramon / HubSpot